Article thumbnail

Political dimensions on Plaza de Mayo and Buenos Aires as national capital (1880 - 1910)

By 1992- Ana Carolina Oliveira Alves

Abstract

Orientador: Josianne Frância CerasoliDissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Filosofia e Ciências HumanasResumo: Esta dissertação tem como objetivo investigar a dimensão política da Plaza de Mayo, localizada em Buenos Aires. A praça, constituída como parte do conjunto composto não só pela sede do governo local, mas também de um centro financeiro e uma instituição religiosa, foi historicamente expressão de diversas ações cívicas e coletivas. Buscamos compreender, a partir do processo anterior à ocupação desse espaço, sua concepção e reafirmação como essencialmente político. Nossa hipótese é de que se atualiza o sentido de poder na sociedade argentina por meio das narrativas em disputa na praça que, portanto, não está alheia às contendas políticas que se efetivam no espaço público e nele se materializam. Analisamos documentos oficiais, planos urbanísticos, periódicos especializados e da grande imprensa, considerados a partir de uma articulação entre cidade e política para investigar como a praça foi pensada e debatida. Para compreender as transformações desse espaço como intencionais foram escolhidos dois momentos: o processo de federalização da cidade na década de 1880 e as posteriores celebrações do Centenário da independência argentina, em 1910. As transformações urbanas experimentadas pela cidade no primeiro momento estão estreitamente relacionadas com seu novo status como capital e expressaram interesses específicos de um grupo que buscava mudanças físicas correspondentes ao projeto político de nacionalização da cidade. Essa retórica foi alimentada até 1910, segundo momento escolhido, quando aflorararam discursos que, em meio a disputas, mobilizaram argumentos de valorização de certos eventos do passado implicando em sua expressão na cidade. A originalidade deste trabalho está em compreender, por meio desses dois momentos, como se desenvolvem as relações entre a política na Argentina e o próprio espaço urbano e identificar possíveis rupturas e continuidades nas narrativas e ideologias envolvidas nesse processoAbstract: The goal of this master thesis is to investigate the political dimension of Plaza de Mayo, in Buenos Aires. This square has historically been the expression of several civic and collective actions, since it has been constituted as a part of a whole made by not only the government¿s seat but also by a financial center and a religious institution. We try to understand its conception and reaffirmation as essentially political space through its previous occupation process. Our hypothesis is that the meaning of power in Argentinian society is updated through conflicting narratives in the square, which is not kept from the political struggle that takes place and materialize in the public space. We analyze official documents, urban planning, specialized press and the mainstream media, considered through a linking between politics and the city, in order to investigate how the political players have thought about the square and how they have debated its issues. In order to comprehend this public space¿s transformations as intentional ones, we have chosen two historical moments: the process of the city¿s federalization in the 1880s and the subsequent centenary celebrations of Argentinian independence, in 1910. The urban transformations that took place in the city in this first historical moment are closely related to its new status as the capital of the country, and they express specific interests of a group that intended to perform physical changes on the city, which corresponded to the political project to nationalize Buenos Aires. This discourse was impassioned until 1910, the second historical moment chosen here, when, through the political struggle, several speeches emerged intending to promote certain past events, which led to its expressions in the urban space. The uniqueness of this study is in trying to comprehend how the relations between Argentinian politics and the urban space itself are developed and, also, in finding disruption and continuity in the narratives and ideologies whenever it is possibleMestradoPolitica, Memoria e CidadeMestra em HistóriaCAPE

Topics: Espaços públicos, Cidades e vilas, Plaza de Mayo (Buenos Aires, Argentina) - História, Public spaces, Cities and towns, Plaza de Mayo (Buenos Aires, Argentina) - History
Publisher: [s.n.]
Year: 2018
OAI identifier: oai:repositorio.unicamp.br:REPOSIP/331247
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • http://repositorio.unicamp.br/... (external link)
  • http://www.repositorio.unicamp... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.