Augustine and the reinterpretation of "Nosce te ipsum" in 'De Trinitate X'

Abstract

Orientador: Márcio Augusto Damin CustódioDissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Filosofia e Ciências HumanasResumo: A dissertação versa sobre a reinterpretação que Santo Agostinho realiza do preceito délfico "Conhece-te a ti mesmo" (Nosce te ipsum) no contexto do conhecimento de si, tal como é apresentado por ele no Livro X do tratado De Trinitate. O trabalho procura fazer uma apreciação do Livro X como um todo, não ignorando os capítulos iniciais e finais, uma vez que a ordem de se conhecer encontra-se aproximadamente na metade do livro. Nesse sentido, o trabalho sustenta que a reinterpretação do preceito operada por Agostinho implica uma mudança de direção da mente (parte superior da alma) para Deus, uma con-versio que reordena a alma na ordem da criação divina e culmina na exposição de três capacidades da mente que são certa imagem da Trindade: memória, inteligência e vontade. Além disso, a dissertação trata das dificuldades argumentativas que Agostinho enfrentou ao lidar com a problemática do conhecimento de si no referido livro, como o paradoxo do conhecimento na relação entre amor e conhecimento; a aporia do conhecimento da alma (mens); a crítica aos materialistas (ou físicos), que pensavam que a mente fosse algo corpóreo; e a refutação dos céticos acadêmicos, por meio de seu argumento do cogitoAbstract: Not informedMestradoFilosofiaMestre em Filosofia133842/2013-4CNP

Similar works

Full text

thumbnail-image

Repositorio da Producao Cientifica e Intelectual da Unicamp

Full text is not available
oai:repositorio.unicamp.br:REPOSIP/279683Last time updated on 4/10/2020

Having an issue?

Is data on this page outdated, violates copyrights or anything else? Report the problem now and we will take corresponding actions after reviewing your request.