Conceptions of the professors on the illiteracy: a study on the basis of the piagetiano construtivism

Abstract

Orientador: Orly Zucatto Mantovani de AssisDissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de EducaçãoResumo: O objetivo desse estudo consistiu em verificar se professores que realizaram um curso de formação continuada de alfabetização entre os anos de 2003 a 2006, demonstram um desempenho satisfatório em situações que se referem à teoria da psicogênese da língua escrita também o tem na escolha de atividades que são propostas às crianças que estão aprendendo a ler e escrever. Participaram dessa pesquisa 30 professores que trabalham como docentes nos níveis de ensino Infantil e Fundamental de 1ª a 4ª séries na cidade de Americana e que participaram de formação continuada em alfabetização. Foi utilizado como instrumento de coleta de dados um questionário, elaborado pela própria pesquisadora, que se referia a teoria da psicogênese da língua escrita e a procedimentos didáticos dos professores. A análise dos dados foi realizada por um instrumento semelhante à escala Likert para os participantes mensurarem num contínuo de 1 a 5 a opinião que possuem sobre afirmações sobre a psicogênese da escrita na perspectiva de Emilia Ferreiro e situações de sala de aula envolvendo o processo de alfabetização. O estudo teve como fundamentação teórica a psicogênese da língua escrita defendida por Emilia Ferreiro e Ana Teberosky no ano de 1979. Para os dados foi utilizada uma análise estatística descritiva com apresentação de tabelas de freqüências para variáveis categóricas e medidas de posição e dispersão para variáveis contínuas. Para verificação de associação linear entre duas variáveis foi utilizado o coeficiente estatístico de Spearm. Os resultados apontaram que não há uma relação entre nível de desempenho favorável nas questões que se referem à teoria e nas questões que se referem a procedimentos práticosAbstract: The objective of this study consisted in verifying whether teachers who show a satisfactory performance in situations which refer to written language psychogenesis theory also they have it on the choice of activities that are given to children who are learning to read and write. Teachers of kindergarden and elementary school from 1st to 4th grades from Americana city participated in this research and also took part in reading and writing courses in the last years. The data collector instrument that was used was a questionary which referred to the written language psychogenesis and to the teachers' teaching procedures. The study had as theoretical basis the written language psychogenesis defined by Emilia Ferreiro and Ana Teberosky in 1979.The data analisys was accomplished by an instrument similar to Likert scale where the subjects set from 1 to 5 their opinion about statements on the written language psychogenesis from Emilia Ferreiro' perspective and classroom situations involving the alphabetization process. For the data it was used a descriptive statistical analisys with tables of frequencies for categorical variables and measures of position and dispersion for continuum variables. It was used the statistical coefficient of Spearm for verification of linear association between two variables. The results showed that there is no relationship of favorable performance between the questions that refer to theory and the questions that refer to practical proceduresMestradoPsicologia, Desenvolvimento Humano e EducaçãoMestre em Educaçã

Similar works

Full text

thumbnail-image

Repositorio da Producao Cientifica e Intelectual da Unicamp

Full text is not available
oai:repositorio.unicamp.br:REPOSIP/251799Last time updated on 4/10/2020

Having an issue?

Is data on this page outdated, violates copyrights or anything else? Report the problem now and we will take corresponding actions after reviewing your request.