Article thumbnail

Estudo sobre o padrão de revoadas de uma comunidade de termites no Parque Nacional das Emas, Goias

By Divino Brandão

Abstract

Orientador: Benedito Ferreira do Amaral FilhoTese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de BiologiaResumo: Neste trabalho registrei o cronograma de vôos e estudei diversos aspectos do comportamento de liberação dos alados de 24 espécies de térmites no Parque Nacional das Emas, em Goiás. Durante toda uma estação de revoadas, que durou 47 dias, observei a ocorrência de 39 eventos. Os resultados apontam para a existência de estratégias contra a predação no momento da saída dos alados, mas não na determinação da época de vôo, que me pareceu influenciada pelas condições ambientais. O mesmo tipo de condicionamento deve ter sido responsável pela ocorrência de eventos simultâneos (vôos com mais de uma espécie), já que não encontrei evidências consistentes de que esse comportamento seja uma estratégia adaptativa, como defendem alguns autores. Existiu um padrão claro de variação de tamanhos e cores entre os alados diurnos (que são, em geral, menores e mais escuros) e os noturnos (maiores e mais claros). Na minha opinião as cores são determinadas por limitações ambientais relacionadas à radiação solar, mas os tamanhos podem resultar de um processo adaptativoAbstract: In this work I have recorded the periodicity of flights and I have studied several aspects of the alates releasing behaviour in 24 termite species in the Emas National Park, State of Goias, Brazil. During a whole swarm season, that lasted for 47 days, I registered the occurrence of 39 swarm events. The results have indicated the existence of strategies which avoid predation during the release of alates. The timing of flights, however, seems to be influenced by environmental constraints. The same constraints may have been responsible for the occurrence of simultaneous events, since I have not found consistent evidences which support the thought for an adaptative strategy, as suggested by some authors. There was a clear pattern of sizes and colours variation between the diurnal (whose are, generally, smaller and darker) and nocturnal (bigger and lighter) alates. In my opinion, the colours are determined by environmental constraints related to solar radiation, but the sizes may result from an adaptative processDoutoradoDoutor em Ciência

Topics: Térmita, Ecologia animal, Ecologia
Publisher: [s.n.]
Year: 2018
OAI identifier: oai:repositorio.unicamp.br:REPOSIP/315800
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • http://www.repositorio.unicamp... (external link)
  • http://repositorio.unicamp.br/... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.