Hiperinflação em curso: um estudo de caso sobre a Venezuela

Abstract

Esse trabalho visa analisar e comparar o fenômeno hiperinflacionário recente, suas causas, consequências, desdobramentos e possíveis estratégias de combate a serem implementadas. A presença de uma forte ideologia política na Venezuela, tendo seu principal marco com a ascensão em 1999 de Hugo Chávez ao poder, e a inexistência de uma oposição forte capaz de equilibrar o debate políticos e ocupar posições de lideranças do país ao longo dos atuais 20 anos do mesmo governo contribuíram para construir o atual cenário vivido pela Venezuela. Com uma especificidade muito alta de sua produção destinada à exportação de petróleo, o país viu o modelo de crescimento que um dia proporcionou a injeção de recursos voltados para desenvolver o bem-estar de sua população ruir. A Venezuela se encontra em uma posição política internacional muito delicada, gerando o afastamento de investidores externos, apresenta ainda um déficit fiscal fora de controle, desabastecimento de produtos, sociedade ideologicamente dividida e uma moeda que vem aos poucos perdendo suas funções, elevando a Venezuela cada vez mais ao patamar de país economicamente a beira do colapso

Similar works

This paper was published in Pantheon.

Having an issue?

Is data on this page outdated, violates copyrights or anything else? Report the problem now and we will take corresponding actions after reviewing your request.