De cronista a testemunha da história: a reconfiguração do papel do repórter no jornalismo dos anos 40

Abstract

No espírito das produções histórico-jornalísticas sobre os 70 anos da Segunda Guerra Mundial, este estudo analisa de que maneira a ida dos correspondentes de guerra para a cobertura da atuação da FEB (Força Expedicionária Brasileira), junto aos Aliados na Itália, contribuiu para a valorização do papel do repórter na imprensa carioca e nacional. Como base para a interpretação, se fez necessário investigar as raízes do jornalismo internacional no Brasil, bem como traçar um panorama das transformações ocorridas na imprensa do fim do Império à Ditadura do Estado Novo A análise busca ainda ressaltar a importância de se expandir os estudos sobre o jornalismo na década de 1940

Similar works

This paper was published in Pantheon.

Having an issue?

Is data on this page outdated, violates copyrights or anything else? Report the problem now and we will take corresponding actions after reviewing your request.