Skip to main content
Article thumbnail
Location of Repository

Anastomose colônica com adesivo de fibrina em ratos diabéticos Colonic anastomosis with fibrin glue in diabetic rats

By Orlando Ribeiro Prado Filho, Carlos Edmundo Rodrigues Fontes, Amélia Cristina Seidel, Monice Dall'Ago Tomasi and Heloise Dall'Ago Tomasi

Abstract

OBJETIVO: Estudar aspectos da cicatrização na anastomose colônica com adesivo de fibrina em ratos normais e diabéticos. MÉTODO: Foram utilizados 160 ratos Wistar (Rattus novergicus albinus), machos, com peso variando de 250 a 300g, sendo que oitenta destes animais eram não diabéticos e os outros oitenta animais apresentavam diabetes mellitus induzido pela aloxana, Os animais foram submetidos a procedimento operatório padronizado que consistiu em colectomia parcial esquerda e anastomose primária por sutura manual ou com adesivo de fibrina. Foram reavaliados no quarto ou sétimo dia de pós-operatório quando se observou a presença de coleção líquida ou purulenta na tela subcutânea; integridade da sutura; presença de aderências; presença de deiscência; resistência da anastomose (pressão máxima de insuflação) em mmHg, e a concentração tecidual de hidroxiprolina. RESULTADOS: Em relação à presença de deiscência de anastomose e mortalidade ocorreram piores resultados nos animais diabéticos no quarto e sétimo dias de observação em comparação ao controle. Nos grupos e subgrupos estudados os resultados com o uso do adesivo de fibrina não foram melhores que os da sutura manual. Em relação à concentração tecidual de hidroxiprolina não houve diferença significativa entre os grupos. CONCLUSÃO: O diabetes mellitus induzido pela aloxana impede a reparação normal da anastomose colônica em ratos e o uso adesivo de fibrina na anastomose colônica em ratos normais e diabéticos não trouxe benefícios na evolução pós-operatória.<br>BACKGROUND: The aim of this experimental study was to assess healing in colonic anastomosis with fibrin glue in normal and diabetics rats. METHODS: One hundred and sixty Wistar rats were randomly assigned for two groups (normal and diabetics). The animals underwent a partial left colectomy and after an end-to-end anastomosis or a fibrin glue anastomosis. The rats were submitted to a new operative procedure on the 4th or 7th postoperative day, when the anastomosis were observed. The bursting pressure measurements were recorded. RESULTS: Mortality and anastomosis dehiscence were greater in diabetic animals on 4th and 7th days of observation when compared to controlled rats. There have been no differences between groups and sub-groups regarding the use of fibrine patch or handmade suture. There were no significant differences on hidroxiproline tissue concentration. CONCLUSIONS: Aloxane-induced Diabetes mellitus impairs normal healing in colonic anastomosis in rats, and there were no benefits in normal or diabetic groups with the use of fibrin glue

Topics: Anastomose Cirúrgica, Adesivo tecidual de Fibrina, Colo, Diabetes mellitus, Ratos, Anastomosis, surgical, Fibrin tissue adhesive, Colon, Diabetes mellitus, Rats, LCC:Surgery, LCC:RD1-811, LCC:Medicine, LCC:R, DOAJ:Surgery, DOAJ:Medicine (General), DOAJ:Health Sciences
Publisher: Colégio Brasileiro de Cirurgiões
Year: 2008
DOI identifier: 10.1590/S0100-69912008000500010
OAI identifier: oai:doaj.org/article:ca79c0e0138b40899f1ca1fc45fe406e
Journal:
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • http://doaj.org/search?source=... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.