Article thumbnail

Work in call centers in Portugal and Brazil: the precariousness from the point of view of operators

By Hermes Augusto Costa and Elizardo Scarpati Costa

Abstract

 Um retrato contemporâneo do mercado de trabalho em países como Portugal e Brasil permite identificar várias modalidades de precarização. Depois de uma breve reflexão teórica sobre a precariedade, as modalidades de precarização e os mecanismos regulatórios adotados nos dois países, o texto sintetiza alguns resultados de uma pesquisa empírica realizada em dois call centers no setor das telecomunicações situados em cidades (portuguesa e brasileira) de média dimensão. Analisam-se as percepções dos operadores de atendimento telefônico sobre o processo de trabalho e argumenta-se que, apesar das diferenças de performance econômica dos dois países nos últimos anos, as relações de trabalho instáveis e precárias têm-se tornado a norma nos call centers estudados. Contemporary forms of work in countries like Portugal and Brazil are faced with multiple modalities of precarious employment. After a brief theoretical reflection on precariousness and the regulation of precariousness, this article sets forth comparative research on operators’ perceptions of the work process in two telecommunications call centers, one in Portugal, the other in Brazil. We argue that despite the different pace of economic performance in recent years in Portugal and Brazil, the trend toward casualization and standardized behavior has been the norm in both call centers

Topics: Call centers, Precariousness, Operators’ perceptions, Portugal, Brazil, Call centers, Precarização, Percepções de operadores, Portugal, Brasil
Publisher: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Year: 2018
OAI identifier: oai:revistas.usp.br:article/123181

Suggested articles


To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.