Article thumbnail

Uma leitura das adaptações de Vidas secas (1963) e A Hora da Estrela (1985) para o Cinema.

By Maria Ignes Carlos Magno

Abstract

Por que histórias tão simples e conhecidas ainda provocam o leitor e o espectador? Como os autores olham e traduzem a realidade em imagens literárias? Como cineastas leem essas imagens literárias e as transformam em imagens cinematográficas? São perguntas que me levam a propor para essa resenha uma leitura dos arranjos que os autores e cineastas fizeram com as palavras e as imagens para que essas obras permaneçam atuais e provoquem o leitor e o espectador para que sejam sempre lidas, vistas e estudadas

Topics: Cinema, Literatura, Clarice Lispector, Graciliano Ramos, Nelson Pereira dos Santos, Suzana Amaral, Comunicação, Educação
Publisher: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes
Year: 2017
OAI identifier: oai:revistas.usp.br:article/130586

Suggested articles


To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.