Article thumbnail

Pós-graduação na educação física brasileira: a atração (fatal) para a biodinâmica

By Edison de Jesus Manoel and Yara Maria de Carvalho

Abstract

O objetivo do trabalho foi caracterizar academicamente a educação física no Brasil. Primeiro, fez-se um paralelo entre os eventos desse processo ocorridos nos Estados Unidos e no Brasil. A seguir, os programas de pós-graduação brasileiros foram analisados do ponto de vista de suas áreas de concentração e de sua vinculação com o corpo docente, as linhas e os projetos de pesquisa. Educação física é o termo predominante na denominação da maioria dos programas brasileiros, diferentemente dos Estados Unidos, onde se privilegia cinesiologia. A análise das áreas de concentração dos programas de pós-graduação permitiu-nos identificar três subáreas: biodinâmica, sociocultural e pedagógica. A biodinâmica sobressai-se pela dimensão do corpo docente e pela quantidade de linhas e projetos de pesquisa, sempre mais numerosos em comparação com as subáreas sociocultural e pedagógica. Tal hegemonia expressa a valorização atribuída às pesquisas orientadas pelas ciências naturais em detrimento daquelas fundamentadas pelas ciências humanas e sociais, além da dificuldade em problematizar a intervenção, particularmente no âmbito da escola. Esse quadro guarda semelhança com a realidade norte-americana, haja vista que acadêmicos norte-americanos das subáreas sociocultural e pedagógica apontam os obstáculos para compatibilizar suas concepções teóricas e metodológicas com os modos hegemônicos de pensamento, investigação e ação no campo da cinesiologia. Tanto os acontecimentos nos Estados Unidos quanto a caracterização acadêmica predominante nos programas de pós-graduação no Brasil indicam a forte presença da biodinâmica em prejuízo da educação física, no que ela compreende e agrega, sobretudo, como prática social e pedagógica de longa data.The present work aimed at the academic characterization of physical education in Brazil. First, a parallel was made between the history of academic characterization of physical education in North America and in Brazil. Next, the analysis of the areas comprehended by graduate study programs was carried out in the field around Brazil. A survey was done considering the field of concentration and its interface and links with the size of faculty, with research lines and with research projects. Physical education is the most preferred term to name the majority of the Brazilian graduate programs in contrast with the United States where Kinesiology is preferred. The analysis of the field of concentration yields three main subfields: biodynamics, sociocultural and pedagogical. Biodynamics takes precedence as one considers the size of the faculty and the number of research lines and projects always greater than the same variables in comparison with sociocultural and pedagogical subfields. This hegemony reflects a trend in which natural sciences-oriented research is privileged over human and social sciences-oriented research and difficulty in valuing the intervention, especially in schooling. This portrait resembles what happens in the US as some North American scholars from the sociocultural and pedagogical subfields have also identified difficulties in making their theoretical and methodological conceptions compatible with the hegemonic modes of thinking and investigation in kinesiology

Topics: Educação física, Cinesiologia, Biodinâmica, Política científica, Pós-graduação, Physical education, Kinesiology, Biodynamics, Scientific policy, Graduate studies
Publisher: Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação
Year: 2011
OAI identifier: oai:revistas.usp.br:article/28291

Suggested articles


To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.