Article thumbnail

Repetitive Strain Injuries among bank workers: reflections about the return to work

By Marcia Elena Rodrigues Gravina and Lys Esther Rocha

Abstract

Objetivo: analisar o retorno ao trabalho de portadores de lesões por esforços repetitivos (LER) de um banco em São Paulo, verificando aspectos que dificultam e facilitam o processo. Metodologia: trata-se de um estudo de caso em que foram realizadas entrevistas com 16 trabalhadores. A análise dos dados baseou-se no Discurso do Sujeito Coletivo. Resultados: Em relação à vivência das LER foram destacadas como dificuldades: presença constante da dor, incapacidades adquiridas e preconceito com relação à doença. Entre as situações de trabalho que desfavoreceram o retorno foram relatadas: metas irrealistas, pressão para venda de produtos, tarefas inadequadas frente às seqüelas da doença, impossibilidade de realização de pausas e obrigatoriedade no cumprimento de horas extras. Entre os aspectos que contribuíram para o retorno ao trabalho, foi citado o sentimento de inclusão social. O relacionamento interpessoal foi citado como fator que dificultou quando ocorreu a discriminação ou pressão dos colegas e chefias, mas como motivador nas situações em que houve o apoio da equipe. Conclusões: para o sucesso do retorno ao trabalho de portadores de LER, são necessárias algumas ações: o estabelecimento de tarefas de acordo com a capacidade do trabalhador e apoio dos colegas e chefias no desempenho das atividades.Aim: to analyze the return to work among bank workers with repetitive strain injuries (RSI) of a bank in São Paulo, checking the difficulties and the facilities in the process. Methodology: It is a study that applied interviews with 16 workers in such conditions. The data analysis is based on the Discurso do Sujeito Coletivo (Collective Subject Speech). Results: About the situation of living with RSI was pointed out: constant presence of pain, acquired incapacity and the prejudice caused by the disease. About situations at work that were unfavorable to the return were mentioned: too high goals and tasks, non - stop workdays, over time and pression to sell. About the contributive aspect to the return to work was the feeling of social inclusion. Conclusions: to the success of returning to work by people with RSI some actions were proved to be essential, such as the establishment of occupational activities related with the worker' s capacities and support from co-workers and managers

Topics: Repetitive strain injuries, Occupational rehabilitation, Bank workers, Work organization, Interpersonal relationship, Lesões por esforços repetitivos, Reabilitação profissional, Bancários, Organização do trabalho, Relacionamento interpessoal
Publisher: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia
Year: 2006
OAI identifier: oai:revistas.usp.br:article/25964

Suggested articles


To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.