Article thumbnail

The End of Art, the Contemporaneity, the Origin of the Archive

By Artur de Vargas Giorgi

Abstract

Este artigo parte de uma articulação dos debates teóricos a respeito do fim da arte, do contemporâneo e do arquivo para apontar, brevemente, como em algumas experiências da arte a força propositiva dessas questões pode ser lida, ainda que de maneira cifrada. Salientamos a prevalência de tais experiências para uma releitura crítica e criativa da história. Desse modo, a arte se apresenta não como reprodução ou representação da história, mas como sua produção ou apresentação diferida.This article is based on an articulation of the theoretical debates about the end of art, the contemporaneity, and the archive, to briefly point out how, in some experiences of art, the propositional force of these questions can be interpreted, albeit in a ciphered way. We emphasize the prevalence of these experiences for a critical and creative reinterpretation of history. In this way, art presents itself not as a reproduction or representation of history, but as its production or deferred presentation

Topics: End of Art, Contemporaneity, Archive, History, fim da arte, contemporâneo, arquivo, história
Publisher: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes
Year: 2019
OAI identifier: oai:revistas.usp.br:article/143107

Suggested articles


To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.