Article thumbnail
Location of Repository

A MATA COMO ESPAÇO DE ENCANTARIA: UMA RELAÇÃO COM A PENTECOSTALIDADE

By Rodolfo Moura and Manoel Ribeiro de Moraes

Abstract

Falar das presentes e diversificadas influências religiosas que o pentecostalismo herdou durante sua formação histórica requer uma análise abrangente. Contudo, o artigo tem a proposição de construir apenas uma breve análise que provoque o debate acerca da mata como espaço de encantaria  na cosmovisão pentecostal, sobretudo dos pentecostais que frequentam a vigília da mata, a qual comumente é denominada de “oração do monte” . Esse tipo de encontro ocorre, semanalmente, em uma zona de mata, no bairro de Val-de-Cães, em Belém. Dessa forma, a abordagem objetiva compreender possíveis elementos de ressignificação que o grupo frequentador faz de códigos da cultura religiosa dos povos tradicionais da Amazônia, onde ecoa, em sua forma de expressão religiosa, a importância da mata na qualidade de espaço mágico-religioso, logo, com traços de influência cultural xamânica. Desse modo, a abordagem atende o método qualitativo, produzido mediante observação participante e revisão bibliográfica, esta, especificamente, sobre a temática pentecostal das encantarias e do sincretismo, as quais ajudam na compreensão dessa relação da pentecostalidade com a mata, exteriorizada na vigília.

Publisher: 'Universidade Federal do Para'
Year: 2019
DOI identifier: 10.18542/nra.v7i2.7500
OAI identifier: oai:ojs.periodicos.ufpa.br:article/7500

Suggested articles


To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.