Article thumbnail
Location of Repository

Modulação da expressão e da síntese de actina por Citrato de ródio II em células de câncer mamário

By Daisy Dayane Pereira Albernaz

Abstract

Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Pós-Graduação em Nanociência e Nanobiotecnologia, 2019.O câncer de mama é um dos mais frequentes no mundo e o que mais acomete o sexo feminino. A busca por novos alvos terapêuticos se faz necessária. Assim, recursos obtidos por meio da nanotecnologia têm se tornado promissores visto que apresentam potencial para solucionar algumas limitações da terapia convencional como toxicidade sistêmica. O Citrato de ródio (CR) é um complexo metálico que apresentou significativa atividade citotóxica, citostática e antitumoral em células de carcinoma mamário humano. O tratamento destas células com a formulação em que CR é associado a nanopartícula de maghemita (MRC) resultou na redução da toxicidade no organismo e aumentou a especificidade ao tecido alvo. O estudo de expressão gênica pode revelar se está havendo inibição ou superexpressão de genes específicos relacionados a metástase e apoptose. A actina é uma proteína presente no citoesqueleto que desempenha funções relevantes na manutenção da morfologia, mitose, e aumento da sensibilidade celular à indução de apoptose. Neste estudo foi avaliada a modulação gênica e síntese de actina em células de adenocarcinoma mamário tratadas com CR e MRC com o objetivo de se conhecer a biologia tumoral destas células, em relação ao seu perfil de produção de actina, para propor futuras intervenções biotecnológicas direcionadas à terapia do câncer de mama. A modulação da expressão gênica e da síntese de β actina mediada por CR e MRC, na dose de 250 μM por 48 h, em células da linhagem de adenocarcinoma mamário MDA-MB-231 e em linhagem saudável MCF-10A, foram avaliadas por meio de RT-qPCR, western blot e imunomarcação por microscopia de fluorescência. Em células MDA-MB-231 observou-se redução na expressão de β actina de 0,7 e 0,5 nos tratamentos com CR e MRC, respectivamente. Observou-se também redução na síntese de β actina após tratamento com MRC. Estes efeitos foram associados a redução na viabilidade celular e a alterações morfológicas e estruturais no citoesqueleto de actina e núcleo celular. Contudo, em células epiteliais de origem normal, MCF-10A, não houve alteração na modulação gênica e/ou proteica de actina. Portanto, a actina pode ser um importante alvo para terapêutica de câncer de mama metastático mediada por CR e MRC.Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal (FAP/DF).Breast cancer is one of the most frequent in the world and the one that most affects the female sex. The search for new therapeutic targets is necessary. Thus, resources obtained through nanotechnology have become promising since they present the potential to solve some limitations of conventional therapy as systemic toxicity. Rhodium citrate (CR) is a metal complex that showed significant cytotoxic, cytostatic and antitumor activity in human mammary carcinoma cells. Treatment of these cells with the formulation in which CR is associated with magnetite nanoparticle (MRC) resulted in reduction of toxicity in the organism and increased specificity to the target tissue. The study of gene expression may reveal whether there is any inhibition or overexpression of specific genes related to metastasis and apoptosis. Actin is a protein present in the cytoskeleton that plays important roles in maintaining morphology, mitosis, and increasing cellular sensitivity to induction of apoptosis. In this study, the gene modulation and actin synthesis in mammary adenocarcinoma cells treated with CR and MRC were evaluated in order to know the tumor biology of these cells, in relation to their actin production profile, to propose future biotechnological interventions directed to breast cancer therapy. Modulation of CR and MRC-mediated gene expression and synthesis of β-actin at a dose of 250 μM for 48 h in MDA-MB-231 mammary adenocarcinoma cell line and healthy MCF-10A lineage were evaluated by RT-qPCR, western blot and immunoblotting by fluorescence microscopy. In MDA-MB-231 cells a decrease in β-actin expression of 0.7 and 0.5 was observed in the CR and MRC treatment, respectively. A reduction in the synthesis of β-actin was also observed after treatment with MRC. These effects were associated with reduced cell viability and morphological and structural changes in the actin cytoskeleton and cell nucleus. However, in normal epithelial cells, MCF-10A, there was no change in the gene and / or protein modulation of actin. Therefore, actin may be an important target for CR and MRC-mediated metastatic breast cancer therapy

Topics: Mamas - câncer, Citrato de ródio, Câncer - tratamento, Nanopartículas magnéticas, Síntese proteica
Year: 2019
OAI identifier: oai:repositorio.unb.br:10482/35495

Suggested articles


To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.