Article thumbnail

SHAZAM! A METAMORFOSE NO IMAGINÁRIO DO HERÓI ENTRE OS JOVENS BRASILEIROS NO SÉCULO XX

By Jeferson Wruck and Fausto Alencar Irschlinger

Abstract

Objetivamos demonstrar e refletir sobre as alterações nos “tipos” heroicos do imaginário dos jovens brasileiros, desencadeadas pela inserção das histórias em quadrinhos norte americanas no mercado nacional, a partir da década de 1930, e dos desenhos animados de super-heróis, após a década de 1960. Buscamos compreender como esses personagens, apoiados pelas técnicas da Indústria Cultural, suplantaram os heróis tradicionais e disseminaram uma nova imagem, a do super-herói, introduzindo novas concepções sobre o homem, a sociedade e a religiosidade na cultura nacional. Para tanto, trabalhamos com autores que abordam a temática da formação do povo e da cultura brasileira, como Darcy Ribeiro e Câmara Cascudo. Conceituamos o Imaginário para a História, baseando-se em Pesavento e Silva. Também utilizamos Joseph Campbell no campo da psicologia do arquétipo do herói, além de Knowless e Irwin, que direcionam um olhar filosófico sobre a ideologia dos personagens dos quadrinhos americanos. As histórias em quadrinhos, como uma manifestação cultural humana, estão carregadas de simbolismos, ora explícitos, ora ocultos. Observamos que, além de um meio de entretenimento, são veículos de ideias e intencionalidades atreladas à uma visão de mundo específica. Os quadrinhos de super-heróis, como produto midiático americano, participam da penetração ideológica exercida pelos Estados Unidos sobre o Brasil desde meados do século passado. Atualmente, podemos apontar os efeitos de sua influência na sociedade brasileira como indutores de consumo e a alta identificação do público nacional com seus símbolos e histórias

Publisher: 'Universidade Paranaense'
Year: 2016
DOI identifier: 10.25110/akr
OAI identifier: oai:ojs.pkp.sfu.ca:article/5759

Suggested articles


To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.