O ingressante no ensino superior: análise psicopedagógica

Abstract

O artigo traz uma reflexão sobre o perfil do aluno ingressante no Ensino Superior sob o olhar psicopedagógico. A construção dos referenciais realizou-se a partir de dados de uma amostragem coletados em uma universidade comunitária da região Extremo-Oeste de Santa Catarina. Tais dados revelaram indicativos socioeconômicos e psicopedagógicos de como o estudante tem chegado ao Ensino Superior, confirmando que há um estudante diferenciado. A fundamentação ocorre pelas obras consultadas e pela reflexão embasada em pesquisa documental a qual revela os fatores que diferenciam o ingressante atual daquele de anos anteriores. Entre os itens diferenciais estão o de que todos possuem acesso à tecnologia, a maioria é do gênero feminino, são solteiros, não têm filhos, estão na faixa etária entre 18 e 25 anos de idade e a escolha do curso foi feita por realização pessoal. Nesse contexto, a análise psicopedagógica é rica por englobar as reflexões sociais, econômicas, educativas e psicoafetivas e, mesmo que de forma regular, torna-se necessária diante do universo de informações e intervenções presentes no meio acadêmico.Palavras-chave: Perfil do ingressante. Avaliação. Olhar psicopedagógico

Similar works

This paper was published in Editora Unoesc (E-Journals).

Having an issue?

Is data on this page outdated, violates copyrights or anything else? Report the problem now and we will take corresponding actions after reviewing your request.