Article thumbnail

Graffiti e arquitectura : intervenções no espaço e na memória da cidade

By 1991- Francisco Manuel Plácido Gonçalves dos Santos Santos

Abstract

Dissertação de mestrado integrado em Arquitectura, Universidade Lusíada de Lisboa, 2015Exame público realizado em 8 de Julho de 2015A noção de Lugar impõe-se como factor determinante na acção do arquitecto. O lugar é entendido como uma entidade fenomenológica pela qual se origina o processo de projectar. É a reflexão incessante do autor nas características marcantes de um sítio na procura de um lugar. A arquitectura, ao ser edificada, é a manifestação material da teoria tornada em prática. As cidades resultam de uma sobreposição de camadas de tempos e épocas passadas. Um palimpsesto vivo, no qual o tecido urbano vai sendo moldado, pela história passada e também pela presente. Memórias criadas que são fundamentais para a construção de uma identidade e de uma imagem de uma cidade. A arte surge como resposta ao viver moderno. A street art e nomeadamente o graffiti, afiguram-se como um modo de intervir e de lidar com a cidade, alterando a percepção espacial e visual desta. Assentes na relação estabelecida entre a arquitectura e a paisagem que esta edifica, o graffiti é como paradigma, uma reflexão sobre a cidade moderna

Topics: Graffiti, Arte urbana, Arquitectura e arte, Espaços públicos, Vhils, 1987- - Crítica e interpretação
Year: 2016
OAI identifier: oai:repositorio.ulusiada.pt:11067/2266
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • http://hdl.handle.net/11067/22... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.