Humanização na saúde: o conhecimento e aplicação da técnica encerram a relação profissional-usuário?

Abstract

This study aims to analyze the relationship between health professionals/users at the government in the context and the reflection of this context in training and subsequently in the clinical practice of these professionals. From a theoretical approach, humanization is taken here as a concept, as a political practice and as a target and an ideal to be achieved in interactions between professional/patient. With regard to the ethical and professional training in the health field as well as the use of new technologies available in today's market and its application in the Brazilian public health system are treated here, though, some of the biases that can awaken a new way of understanding for the false arguments that still survive and still deny this extremely necessary dimension that is the humanization of the field of public health. The importance of this research lies precisely in the maintenance of this important discussion in the current scenario, seeing this as an extremely vital topic for the realization of the qualitative changes desired by the users of public services for health in Brazil. Finally, it is expected that this study will serve as a tool to inspire other forms of interaction between health professionals and patients, all guided by the principles of humanization.Este trabalho tem como objetivo central a análise da relação profissionais da saúde/usuários no contexto da saúde pública, do reflexo da formação profissional e, posteriormente, na prática clínica destes profissionais. A partir de uma abordagem teórica, a humanização é tomada aqui enquanto conceito, enquanto prática política e enquanto alvo e ideal a ser alcançado na interação profissional/usuário. No que se refere à formação ético-profissional no campo da saúde, bem como do uso das novas tecnologias disponíveis no mercado atual e de sua aplicação no sistema público de saúde brasileiro são tratados aqui, ainda, alguns dos vieses que podem despertar uma nova forma de entendimento para os falsos argumentos que ainda sobrevivem e dão conta de negar essa dimensão tão necessária que é a da humanização no campo da saúde pública. A importância dessa pesquisa reside justamente na manutenção dessa discussão tão importante no cenário atual, visto ser esta extremamente vital para a efetivação das mudanças qualitativas almejadas pelos usuários da saúde pública no Brasil. Por fim, espera-se que o presente estudo sirva de ferramenta para inspirar formas de convivência outras entre profissionais da saúde e usuários, sendo todos guiados pelos princípios de humanização

Similar works

Having an issue?

Is data on this page outdated, violates copyrights or anything else? Report the problem now and we will take corresponding actions after reviewing your request.