oaioai:riuni.unisul.br:12345/3849

A execução após o advento do código de processo civil/2015: aplicação de medidas executivas atípicas

Abstract

O presente trabalho monográfico tem por objetivo verificar qual o entendimento dos tribunais brasileiros quanto a aplicação das medidas atípicas no processo de execução civil. O método de abordagem de pensamento utilizado na presente pesquisa é o dedutivo visto que se discorre acerca do pleito executivo de forma abrangente para que se chegue na especificidade da aplicação de medidas atípicas. O procedimento utilizado foi o monográfico e as técnicas de pesquisas empregadas foram a bibliográfica e a documental. Tem-se por execução o meio pelo qual o exequente irá pleitear a satisfação de um direito. O Código de Processo Civil objetiva a efetivação das decisões judiciais e em virtude disso o legislador disponibilizou ao juiz ferramentas pelas quais poderão ser efetivadas tais decisões. O magistrado poderá pautar-se no art. 139, IV do Código de Processo Civil para aplicar medidas atípicas que buscarão a satisfação do crédito preterido pelo exequente. Ao final será verificado a existência de duas correntes jurisprudenciais, uma contrária a aplicação das medidas atípicas posto que tais ferramentas ferem direitos pessoais e princípios constitucionais e outra corrente favorável que busca efetivação do crédito

Similar works

Full text

thumbnail-image

RIUNI Institucional Repository

Provided original full text link
oaioai:riuni.unisul.br:12345/3849Last time updated on 9/16/2019

This paper was published in RIUNI Institucional Repository.

Having an issue?

Is data on this page outdated, violates copyrights or anything else? Report the problem now and we will take corresponding actions after reviewing your request.