Musicalização infantil : ações contrahegemônicas na formação de crianças do 1º ano do ensino fundamental

Abstract

Monografia (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação, 2010.O mundo contemporâneo vivencia mudanças, marcadas pelo processo de globalização. Com isto instala-se a hegemonia do modo de produção capitalista e do pensamento neoliberal. Esta hegemonia atua com grande poder de alcance, influenciando de modo considerável a Educação. Entretanto, o espaço educacional, constituído e constituinte da realidade social, torna-se um espaço formal de lutas hegemônicas. A escola pode estar aliada ao neoliberalismo e reproduzir seus ideais e, ao mesmo tempo, pode ser um espaço de luta, resistência e ações contra-hegemônicas. No entanto, diante das mudanças no contexto histórico, social, político e econômico, a prática pedagógica tem se rendido às leis do mercado e ao pensamento neoliberal. A mercantilização da educação e as pedagogias fundamentadas no pensamento neoliberal têm mantido e validado esta forma de organização humana que promove a exclusão social. Neste sentido, este trabalho tem por objetivo a apresentação de propostas alternativas e contrahegemônicas através da musicalização infantil. A partir das reflexões fomentadas na formação em Pedagogia, foi possível a construção de uma prática docente que atua de forma resistente aos princípios neoliberais. Diante da materialização do pensamento neoliberal em uma instituição de ensino privada do DF, lançou-se a proposta alternativa em luta contra-hegemônica. Utilizando a metodologia da pesquisa-ação, foi possível a realização do estudo, análise e reflexão da prática pedagógica da pesquisadora em questão. As atividades em contra-hegemonia foram realizadas durante as aulas de musica de alunos do primeiro ano do Ensino Fundamental de uma escola privada do DF. Esta proposta alternativa tem na sua proposição a emancipação dos indivíduos para uma atuação ativa em todas as esferas da organização social. Esta é uma proposta alternativa ao pensamento neoliberal que tem na sua metodologia uma visão crítica e dialética, que possibilita a construção de uma cultura de solidariedade, justiça, equidade social e cooperação. O modo de produção capitalista, aliado à ide e sujeitos históricos para a construção de uma sociedade solidária

Similar works

This paper was published in Biblioteca Digital de Monografias.

Having an issue?

Is data on this page outdated, violates copyrights or anything else? Report the problem now and we will take corresponding actions after reviewing your request.