Article thumbnail

Visual Culture and History: connections between the Independence or Death! and the graphic novel Independence or Dead (19th-21st centuries)

By Laura Giordani

Abstract

The art production in Brazil during the nineteenth century was strongly influenced by the Imperial Academy of Fine Arts, a government-linked art education institution that was committed to graduate artists and responsible for bringing what was artistically produced in Brazil to the public through the General Exhibition of Fine Arts. One of the artists graduated by the institution was the painter and writer Pedro Américo de Figueiredo e Melo, who became one of the most consecrated painters of Brazilian History, mainly for his Historical Paintings and Battle Paintings. Of all the works of Pedro Américo, the most famous of them probably is the painting Independence or Death!, also known as The Call of Ipiranga, from 1888, which is also one of the best known and consecrated works of art in Brazilian art. The picture illustrates the event of Independence of Brazil in which Dom Pedro I calls the famous phrase "Independence or Death!" on September 7th, 1822. The screen is also the best known image of the event and it is used to illustrate that moment in different media and it is sometimes used as the model for the elaboration of new illustrations or productions that aim to reproduce the historical moment, carrying out a process known as "Image Agency". This visibility of the work is still in the 21st century, so much so that it is still present in textbooks and media productions, being one of them the graphic novel Independence or Dead, published in 2012 by Harald Stricker and Fabio Yabu - which has the premise of telling the story of how Brazil became independent of Portugal using the character of the fantasy “zombie” as one of the antagonists - that has an image that was inspired by the work of Américo to illustrate the moment of Independence in its pages. The objective of the present study is to study the various factors that contributed to Independence or Death! to become such a well-known and agitated image, thus seeking to understand how it is found in a comic book of the 21st century in a so different media from the original more than a century after being exposed for the first time.A produção arte no Brasil durante o século XIX teve forte influência da Academia Imperial de Belas Artes, uma instituição de ensino de arte ligada ao governo, que tinha o compromisso de formar artistas e de levar o que era produzido artisticamente no Brasil para o público através das Exposições Gerais de Belas Artes. Um dos artistas formados pela instituição foi o pintor e escritor Pedro Américo de Figueiredo e Melo, que se tornou um dos mais consagrados pintores da História Brasileira, principalmente por seus quadros de Pintura Histórica e de Batalha. De todas as obras de Pedro Américo, a mais famosa delas provavelmente é a pintura Independência ou Morte!, também conhecida como O Grito do Ipiranga, de 1888, que também é uma das obras de arte mais conhecidas e consagradas da arte brasileira. O quadro ilustra o evento da Independência do Brasil em que Dom Pedro I brada a famosa frase “Independência ou Morte!” no dia 7 de setembro de 1822. A tela também é a imagem mais conhecida do acontecimento, sendo usada para ilustrar o momento em diferentes mídias e, por vezes, é utilizada como modelo para a elaboração de novas ilustrações ou produções que visam reproduzir o momento histórico, realizando um processo conhecido como “Agenciamento de Imagem”. Essa visibilidade da obra se mantém ainda no século XXI, tanto que ela continua presente nos livros didáticos e nas produções midiáticas, sendo uma delas a graphic novel Independência ou Mortos, publicada em 2012, de Harald Stricker e Fabio Yabu - que tem a premissa de contar a História de como o Brasil se tornou independente de Portugal, usando o personagem da fantasia zumbi como um dos antagonistas – que possui uma imagem que foi inspirada na obra de Américo para ilustrar o momento da Independência nas suas páginas. O objetivo do presente trabalho é estudar os diversos fatores que contribuíram para que Independência ou Morte! se tornasse uma imagem tão conhecida e agenciada, e, assim, buscar compreender como ela se encontra em uma história em quadrinhos do século XXI e em uma mídia tão diferente da original mais de um século depois de ser exposta pela primeira vez

Topics: História do Brasil, Cultura visual, Quadrinhos, Pedro Américo, History of Brazil, Visual culture, Comic Books, CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::HISTORIA
Publisher: 'Revista Brasileira de Hematologia e Hemoterapia (RBHH)'
Year: 2018
OAI identifier: oai:repositorio.ufpel.edu.br:prefix/4363
Provided by: Guaiaca
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • http://guaiaca.ufpel.edu.br:80... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.