Article thumbnail

O professor como mediador do processo interativo entre o aluno e a leitura significativa

By Márcia Concilia Barros Bertolini

Abstract

iar a escrita do meu memorial de formação tive muito medo, talvez de não conseguir expressar tudo o que gostaria acerca da temática escolhida, O professor como mediador do processo interativo entre o aluno e a leitura significativa. No entanto, após o medo inicial, surgiu a esperança, a expectativa de poder revelar aos leitores minha leitura de mundo. A partir de tais expectativas, descobri que estava no caminho certo, isto é, estava disposta a expor as dúvidas, anseios, tristezas e alegrias pelas quais passei para atingir o grau de reflexão que possuo atualmente. Além do já exposto, minha coragem para a escrita deste memorial de formação aumentou quando entrei em contato com as concepções de alguns autores que acreditam na importância da reflexão e relato dos professores, lendo-os descobri, por exemplo, que A reflexão favorecida pela reconstituição da história individual de relações e experiências com o conhecimento, a escola, a leitura e a escrita, permitem reinterpretações férteis de si próprio e de processos práticos de ensinar. (CATANI et al, 1997, p.19) Penso ter me tornado uma professora reflexiva, pois, procuro refletir minha prática, mesmo quando saio da sala de aula e enquanto, indo para casa, estou refletindo sobre aquela atividade desenvolvida, analisando se consegui transmitir aos meus alunos tudo o que pretendia a partir de determinada atividade. Dessa maneira, acredito estar buscando novas lições através de uma prática anterior. Todo esse amadurecimento intelectual e profissional não ocorreu de repente. Em cada fase de minha vida como vocês poderão constatar nas próximas páginas deste memorial de formação, foram fundamentais para tal ocorrência. Em virtude disso, procurei desenvolver a temática escolhida sem desvinculá-la de minha vida pessoal, afinal, a escrita de um memorial é um recurso metodológico de potencial bastante fecundo, para desconstruir e reconstruir a própria história pessoal e profissional, conforme assegura Catani (1997). Após ter maior clareza sobre a importância da escrita do meu memorial de formação, outra indecisão pairou em minha mente e esta se relacionava à escolha da temática a ser discutida. Eram tantos bons temas a serem abordados que as dúvidas ornavam-se cruéis. Optei pela temática que envolvesse a leitura, mais exatamente: O professor como mediador do processo interativo entre o aluno e a leitura significativa. Minha escolha do tema possui relevância, visto que, meu objetivo é demonstrar a maneira como a leitura tornou-se significativa para mim, como meus professores participaram desse meu processo interativo ou não e, principalmente, a influência profissional. O quê essa interatividade trouxe de melhor para minha maneira de lecionar, de procurar introduzir e orientar meus alunos no contato com a leitura de modo que ela se torne significativa para eles e, como o curso de Pedagogia do PROESF RMC1 foi fundamental para minha prática pedagógica tornar-se ainda mais eficaz. Procuro esclarecer neste memorial de formação o quanto os estudos realizados no curso de Pedagogia - PROESF RMC fizeram com que a leitura se tornasse ainda mais significativa para minha vida pessoal e profissional; percebi e compreendi, a partir do curso superior, a força, o poder que a leitura significativa pode proporcionar às pessoas. A escolha do tema para a escrita do meu memorial de formação ocorreu em virtude das aprendizagens e reflexões adquiridas durante o curso de Pedagogia do PROESF RMC; digo isto, pois, a leitura, apesar de ter permeado meu viver desde a infância, somente tornou-se significativa para minha vida pessoal e profissional na medida em que fui amadurecendo culturalmente a partir dos estudos, no curso de Magistério e agora no curso de Pedagogia do PROESF RMC. A partir dessa reflexão, constatei ter chegado até o Ensino Superior em virtude do meu despertar para a leitura, pois passei a compreender que: [...] existem três propósitos fundamentais da leitura que ultrapassam quaisquer aspectos utilitaristas da comunicação leitor-texto: compreender a mensagem; compreender-se na mensagem, compreender-se pela mensagem. (SILVA, 1987, p. 45). A partir de tal momento, para mim, não existia mais somente um tipo de leitura, aquela escrita e representativa de uma história fictícia; a qual eu lia apenas decodificando os textos sem atribuir-lhes, contudo, nenhuma relação com minha vida, minha realidade. Percebi a existência de outra leitura, por intermédio da qual eu podia ler o mundo; identificando-me, influenciando e sendo influenciada pela mesma. Uma leitura significativa, libertadora. Uma leitura que fez e faz a diferença para minhas atitudes como pessoa e profissional. Por isso, com a intenção de expor minhas idéias. 1 Programa Especial de Formação de Professores em Exercício nos Municípios da Região Metropolitana de Campinas

Topics: Trabalho de conclusão de curso, Memorial, Experiência de vida, Prática docente, Formação de professores.
Publisher: Biblioteca Digital da Unicamp
OAI identifier: oai:unicamp.br:41119
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • http://www.bibliotecadigital.u... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.