Article thumbnail

Characterization Of Ultra-processed Foods Consumed By Children From Six Months To Five Years Of Age UsingBasic Health Units (BHU) In The Municipality Of Rio De Janeiro

By Carine de Oliveira Avelar

Abstract

Introdução: Os alimentos ultraprocessados (AUP) apresentam um perfil nutricional inadequado, desfavorável para a saúde e impactam negativamente a qualidade nutricional da alimentação. São ainda incipientes estudos que caracterizem os AUP consumidos neste grupo etário. Objetivo: Analisar a composição nutricional dos alimentos ultraprocessados consumidos por crianças de seis meses a cinco anos de idade usuárias de Unidades Básicas de Saúde (UBS) no município de Rio de Janeiro. Método: estudo seccional com uma amostra probabilística representativa de crianças com idade entre seis meses a cinco anos, atendidas em UBS no município do Rio de Janeiro (n=536). A coleta de dados consistiu em pesquisa de mercado para registro dos rótulos dos AUP referidos pelos participantes em recordatório de 24 horas. Os 351 AUP citados foram divididos em 22 grupos e 38 subgrupos, e caracterizados segundo as médias dos valores encontrados para energias, gorduras totais, gorduras saturadas, gorduras trans, fibras e sódio em 100 gramas do produto e por porção indicada pelo fabricante. Também foi examinado se a composição nutricional (em 100g) do elenco de AUP relatado era diferente (diferenças superiores a 20%) entre crianças menores de dois anos e com dois ou mais anos de idade. Por último, o Modelo de Perfil Nutricional da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) foi aplicado para cada AUP e para a média dos percentuais de nutrientes obtida para cada um dos 22 grupos para identificar se os AUP referidos apresentavam excesso de nutrientes críticos (gordura total, gordura saturada, gordura trans e sódio). Resultados: Dentre os 351 AUP referidos destacam-se, em número de alimentos referidos: bebidas açucaradas (n=82); biscoitos (n=60); doces e guloseimas (n=52); iogurtes ultraprocessados e bebidas lácteas (n=35); salgadinho e chips e farinhas e espessantes (n=14). A análise da composição nutricional dos diferentes grupos e subgrupos em 100g mostrou que os AUP referidos contêm excesso de energia, gorduras totais, gorduras saturadas, gorduras trans, sódio e pouca quantidade de fibras. Analisando a composição nutricional dos grupos de AUP segundo faixa etária, em 32,6% das comparações possíveis houve diferença entre os valores observados, sendo mais desfavorável para os menores de dois anos para gorduras totais e gorduras saturadas e, para o grupo de crianças mais velhas, para sódio e gorduras trans. Segundo o Modelo de Perfil Nutricional da OPAS, 63,3% dos AUP apresentaram excesso de pelo menos um nutriente crítico, com destaque para os grupos de requeijões e queijos processados, de macarrões instantâneos e de carnes industrializadas e embutidos, que apresentaram 100% dos alimentos com excesso de gorduras totais, de gorduras saturadas e de sódio. Alguns grupos de AUP extrapolaram em muito o limite estabelecido pela OPAS e três deles superam esse limite em todos os parâmetros: requeijões e queijos ultraprocessados, carnes industrializadas e embutidos, e biscoitos. Conclusão: Os AUP consumidos por crianças usuárias do Sistema Único de Saúde do Rio de Janeiro apresentam perfil nutricional desequilibrado e, em sua maioria, excesso de pelo menos um nutriente crítico. São necessárias ações educativas e medidas regulatórias para desencorajar o seu consumoIntroduction: Ultraprocessed foods (UPFs) present an inadequate nutritional profile, unfavorable to health and negatively impact the nutritional quality of food. There are still few studies that characterized the UPF consumed in this age group. Objective: To analyze the nutritional composition of UPFs consumed by children from six months to five years of age assisted at Basic Health Units (BHUs) in the city of Rio de Janeiro. Method: cross-sectional study with a representative probabilistic sample of children aged six months to five years attended at BHUs in the city of Rio de Janeiro (n = 536). Data collection consisted of market research to register UPFs labels referred by the participants in 24 hours recalls. The 351 different UPFs referred were divided into 22 groups and 38 subgroups, and were characterized by averages of the values found for calories, total fats, saturated fats, trans fats, fiber and sodium in 100 grams of the product and per portion indicated by the manufacturer. It was also examined whether the nutritional composition (in 100g) of the reported UPF was different (differences greater than 20%) between younger children and those aged two years and older. Finally, the Nutrition Profile Model of the Pan American Health Organization (PAHO) was applied for each UPF and for each of the 22 groups (considering here the average percentage of nutrients observed in the group) to identify if the referred UPFs had exceeded in critical nutrients (total fat, saturated fat, trans fat and sodium). Results: Among the 351 UPFs cited, we should highlight (in number of products): sweetened beverages (n=82); biscuits (n = 60); sweets and treats (n = 52); ultra-processed yogurts and dairy drinks (n=35); salty snacks and chips, and flour and thickeners (n = 14). The analysis of the nutritional composition of the different groups and subgroups in 100g showed that UPFs contain excessive energy, total fats, saturated fats, trans fats, and sodium and few fibers. Analyzing the nutritional composition of the UPF groups according to the age group, in 32.6% of the possible comparisons, there was a difference between the values observed, being more unfavorable for children under two years for total fats and saturated fats and, for the group of older children, for sodium and trans fat. When applying the PAHO Nutrition Profile Model, 63.3% presented of the UPFs exceeded at least one critical nutrient, with emphasis on the groups of ultra-processed cheeses and creamy cheeses, instant noodles and processed meats and sausages that presented 100% of foods with excess of total fats, saturated fats and sodium. Some UPF groups far exceeded the limit established by PAHO and three of them exceed this limit in all parameters: ultraprocessed cheese and cheese, processed meats and sausages, and biscuits. Conclusion: UPFs consumed by children attended at the Public Health System in Rio de Janeiro have an unbalanced nutritional profile and, in the majority, exceed in at least one critical nutrient. Educational actions and regulatory measures are necessary to discourage their consumptio

Topics: Perfil Nutricional, Processed Foods, Nutritive Value, Children, SAUDE PUBLICA, Nutrição, Alimentos Industrializados, Crianças
Publisher: Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da UERJ
Year: 2017
OAI identifier: oai:www.bdtd.uerj.br:8237
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • http://www.bdtd.uerj.br/tde_bu... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.