Skip to main content
Article thumbnail
Location of Repository

Zoneamento pedoclimático para Eucalyptus dunnii no Estado de Santa Catarina.

By C. da S. CHAGAS

Abstract

Como parte integrante do projeto de Zoneamento Agropedoclimático do Estado de Santa Catarina foi realizado o estudo do potencial pedoclimático das terras para o plantio comercial de Eucalyptus dunnii. Este tem como objetivo possibilitar o conhecimento das opções vocacionais das terras do estado para esta espécie florestal, dando condições para uma melhor planificação da assistência técnica, pesquisa e experimentação agrícola, e servir de instrumento básico de orientação, juntamente com o Zoneamento Ecológico para Plantios Florestais no Estado de Santa Catarina, para a formulação de uma política de desenvolvimento agrícola estadual. Utilizaram-se como material básico o Levantamento de Reconhecimento dos Solos do Estado de Santa Catarina e o Zoneamento Ecológico para Plantios Florestais no Estado de Santa Catarina. Foram consideradas as áreas especiais do estado, compostas pelas unidades de conservação e áreas indígenas. No tratamento e processamento das informações, foram empregadas técnicas de geoprocessamento, através da utilização do SGI/VGA da Engespaço para digitalização da base cartográfica e o Arc/Info da Enviromental Systems Research Institute (ESRI) para o processamento dos mapas temáticos. Na avaliação da aptidão dos solos foi utilizado o sistema de avaliação automatizado ALES (Automated Land Evaluation System). Os resultados obtidos com a avaliação da aptidão pedoclimática das terras do estado demonstram que as terras com baixo potencial (classes Cultivo Não Recomendado e Marginal) perfazem aproximadamente 49% da área total do estado, nos dois níveis de manejo considerados, enquanto as terras com potencial (classes Preferencial e Tolerada) perfazem cerca de 37%. Dentre as sub-regiões agroecológicas, as que apresentam as maiores áreas de terras com potencial são as sub-regiões 3A, 3B, 3C e 2A, nesta ordem, independente do nível de manejo considerado. Por outro lado, as sub-regiões 1B e 1A são as que apresentam os menores percentuais de terras com potencial, dentre as que apresentam condições climáticas favoráveis. De maneira geral, condições climáticas desfavoráveis, a baixa fertilidade natural dos solos e o relevo movimentado são os fatores que condicionam o predomínio de terras com baixo potencial para plantio de Eucalyptus dunnii em Santa Catarina.1999Autores: César da Silva Chagas, Waldir de Carvalho Júnior, João Bosco Vasconcellos Gomes, Silvio Barge Bhering, Lauro Charlet Pereira, Nilson Rendeiro Pereira, Lucieta Guerreiro Martorano, Vera Magali Radtke Thomé, Sergio Luiz Zampieri, Hugo José Braga, Murillo Pundek, José Augusto Laus Neto, Ivan Luiz Zilli Bacic, Mara Cristina Benez, Yara Alves Chanin, Gilberto Tassinari, Alcides José Molinari, Suely Lewenthal Carrião, Vamilson Prudêncio da Silva Júnior, Cristina Pandolfo, Reinaldo Oscar Pötter, Carlos Alberto Flores, André Scarambone Zaú

Topics: Zoneamento pedoclimático, Eucalyptus dunnii, Aptidão, Clima, Geoprocessamento, ALES
Publisher: Rio de Janeiro: Embrapa Solos, 1999.
Year: 2002
OAI identifier: oai:www.infoteca.cnptia.embrapa.br:doc/336840
Provided by: Infoteca-e
Journal:
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • http://www.infoteca.cnptia.emb... (external link)
  • http://ainfo.cnptia.embrapa.br... (external link)
  • http://ainfo.cnptia.embrapa.br... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.