Skip to main content
Article thumbnail
Location of Repository

Expansão potencial do plantio de 2ª safra de milho no Brasil no sistema de rotação soja-milho considerando o zoneamento de risco climático.

By E. C. LANDAU, J. C. CRUZ, A. HIRSCH and D. P. GUIMARAES

Abstract

A produção de milho é de grande importância econômica para o Brasil, dadas as diversas formas de sua utilização, que vão desde a alimentação animal até a indústria de alta tecnologia. A crescente demanda nacional e mundial pela produção de milho aumenta a pressão para a identificação de áreas com potencial para aumento da produção do cereal. O presente trabalho visa identificar áreas agrícolas com potencial para aumento da produção de milho na época da 2ª safra. Para tal, foi feita a integração espacial entre dados anuais e por safra disponibilizados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) das áreas plantadas com milho e soja entre 2003 e 2010, e dados disponibilizados pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) que indicam os municípios com aptidão climática para o plantio de milho na época de 2ª safra. Isto permitiu identificar municípios e áreas agrícolas com potencial climático para expansão da 2ª safra de milho no Brasil, dentro do sistema de rotação soja-milho. Foi estimado um potencial climático para expansão em 13,5 milhões de hectares da área agrícola plantada com milho 2ª safra, no sistema soja-milho. A maior parte dessas áreas concentrou-se nas Regiões Centro-Oeste e oeste dos Estados do Paraná, Minas Gerais e São Paulo, estando 82% dessas áreas adicionais localizadas em municípios em que já foi plantada 2ª safra de milho nos últimos anos, e a maioria dos 18% restantes, em municípios situados geograficamente próximos aos anteriores. A época com menor risco climático para plantio da 2ª safra de milho em mais do que 80% dessas áreas adicionais estende-se entre o início de janeiro e o primeiro decêndio de fevereiro. A expansão futura da cultura provavelmente dependerá de incentivos econômicos e solução de gargalos técnicos e logísticos nas áreas identificadas. O plantio de milho deveria priorizar o uso de práticas que contribuam para a sustentabilidade econômica, ambiental e social, o que favorece o desenvolvimento sustentável e garante necessidades das gerações atual e futuras.201

Topics: Zea mays
Publisher: Sete Lagoas: Embrapa Milho e Sorgo, 2012.
Year: 2013
OAI identifier: oai:www.infoteca.cnptia.embrapa.br:doc/954462
Provided by: Infoteca-e

Suggested articles


To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.