Skip to main content
Article thumbnail
Location of Repository

Influência do transporte fluvial em carcaças de bovinos no Pantanal.

By E. N. ANDRADE, S. OJEDA FILHO, B. S. da SILVA and R. A. M. S. SILVA

Abstract

O transporte é considerado o evento mais estressante que os bovinos sofrem durante as suas vidas. Cada ano a indústria de carne bovina perde milhões de dólares devido as lesões as quais reduzem o valor da carcaça (Grandin, 1997). A qualidade da carne é influenciada por fatores intrínsecos e extrínsecos. Entre os últimos, destacam-se as práticas de manejo no local de criação, no transporte e no abatedouro. Atualmente, muita ênfase tem sido dada para as conseqüências econômicas do manuseio e transporte deficiente dos animais (Roça & Serrano, 1996). O Pantanal é uma imensa planície sedimentar, com cerca de 140.000 km², situando-se mais ou menos entre os paralelos 16° e 21°S e os meridianos de 55°W. A pecuária é desenvolvida em criatórios naturais extensivos com características de manejo pautadas pelo regime de enchentes. Neste sistema, os animais recebem poucos cuidados e são mantidos quase que exclusivamente de pastagens nativas das extensas planícies arenosas e com poucas subdivisões, de forma a permitir o pastejo seletivo e o uso das aguadas. A navegação fluvial é importe no Pantanal, porque as cheias da Bacia do Paraguai dificultam o escoamento da produção por via terrestre. O transporte fluvial de bovino é realizado por lanchas-curral privadas, pouco adaptadas para este tipo de atividade. Portanto, este trabalho teve o objetivo analisar a influência do transporte fluvial na ocorrência de lesões na carcaça de bovinos que são abativos nos frigoríficos da região.200

Topics: Bovino, Pantanal, Carcaça
Publisher: Corumbá: Embrapa Pantanal, 2004.
Year: 2006
OAI identifier: oai:www.infoteca.cnptia.embrapa.br:doc/796982
Provided by: Infoteca-e

Suggested articles


To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.