Location of Repository

Índices pluviométricos em Minas Gerais.

By D. P. GUIMARAES, R. J. dos REIS and E. C. LANDAU

Abstract

Dentre os fenômenos meteorológicos, a chuva é o que causa maior impacto sobre o meio ambiente. Fator preponderante para a determinação do clima, constitui o mecanismo natural mantenedor do ciclo hidrológico, exercendo a função de retorno da água evaporada para a atmosfera e o solo, e o restabelecimento dos recursos hídricos. O Estado de Minas Gerais, em função de suas condições climáticas, apresenta alta variabilidade espaço-temporal em seus regimes pluviométricos e possui importantes bacias hidrográficas, como as dos rios São Francisco e Grande/Paranaíba, formadoras da Bacia do Rio Paraná; e a do Rio Doce. A atividade agrícola no estado baseia-se principalmente no plantio de sequeiro, ou seja, as chuvas constituem a fonte de água para o crescimento das culturas. A escassez de chuvas traz sérios problemas sócioeconômicos para as regiões Norte e Vale do Jequitinhonha. As enchentes e os deslizamentos têm se tornado problemas cada vez mais críticos no estado. O represamento dos rios é a principal fonte de energia elétrica do país. Os veranicos, períodos de estiagem ocorridos durante a estação das chuvas, causam grandes perdas na agricultura. As variações no regime de chuvas, como as estiagens prolongadas, causam enormes problemas à agricultura e à pecuária. Várias doenças, como por exemplo a dengue, estão altamente relacionadas com a ocorrência de chuvas. Este trabalho apresenta informações que permitem a caracterização das chuvas em Minas Gerais. Baseou-se na análise de séries históricas de dados diários de 490 estações pluviométricas, a partir da qual foram geradas informações espaço-temporais e gerados mapas representando os índices pluviométricos. Além das normais climatológicas de precipitação (precipitação média mensal e anual), são apresentados resultados referentes ao período de retorno de chuvas de altas intensidades, suprimento hídrico mensal do solo, zonas homogêneas de precipitação, determinação do início, duração e término da estação chuvosa e frequência de incidência de chuvas com magnitudes superiores a 50 e 100 mm/dia. O município de Porteirinha, localizado na região norte, apresentou uma precipitação média anual de 650 mm e foi identificado como o local mais seco do estado. Verificou-se uma forte influência da topografia na pluviosidade do estado. A Serra do Espinhaço, em sua porção próxima à capital de Minas Gerais, apresenta altos índices de precipitação e contribui para os altos índices de acidentes rodoviários na região. Bocaina de Minas, localizado no sul do estado, nos contrafortes da Serra da Mantiqueira, foi identificado como o local mais chuvoso de Minas Gerais, com uma precipitação média anual próxima de 2100 mm

Topics: Pluviometria, Chuva, Meteorologia
Publisher: Sete Lagoas: Embrapa Milho e Sorgo, 2010.
Year: 2011
OAI identifier: oai:www.infoteca.cnptia.embrapa.br:doc/879085
Provided by: Infoteca-e

Suggested articles

Preview


To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.