Gênero, trabalho e direito na América Latina : a superexploração das mulheres trabalhadoras nos países dependentes

Abstract

Orientador: Aldacy Rachid Coutinho. Coorientador: Ricardo Prestes PazelloMonografia (graduação) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Jurídicas, Curso de Graduação em DireitoResumo: A presente monografia tem como escopo problematizar a situação do trabalho das mulheres na América Latina a partir da Teoria Marxista da Dependência e do debate descolonial. Deste modo, problematizar-se-á o recorte de gênero na superexploração do trabalho nos países dependentes e a imbricação entre patriarcado e capitalismo neste crivo geopolítico. Abordar-se-á, portanto, as transversalidades de classe, gênero e raça/etnia na divisão social, internacional e sexual do trabalho que conforma o sistema-mundo. Neste sentido, é necessário que se analisem os impactos das novas morfologias do trabalho no cenário neoliberal contemporâneo, em que as mulheres latinas ocupam os postos de trabalho mais precarizados, informais, subcontratados, mal-remunerados e subalternizados, servindo então de égide para a conformação do capitalismo periférico. Por fim, retomar-se-á a crítica latino-americana ao direito, em especial ao ramo do direito do trabalho, com fulcro na teoria marxista que percebe o direito como relação social jurídica vinculada ao valor nas sociedades capitalistas e também nas relações com o patriarcado, mediante a análise da regulação do trabalho feminino. Também objetiva-se apontar a possibilidade de relações jurídicas dependentes e as repercussões às trabalhadoras latino-americanas. Contudo, o uso tático, crítico e político do direito se faz necessário pelos movimentos populares, com vistas à transformação social. Por isso propõe-se que as incidências dentro e fora da ordem pelas iniciativas feministas populares descoloniais frente ao sistema de exploração e dominação hegemônico erguem um direito insurgente, anti-hegemônico, contestador, que está em desconformidade com o direito posto e o sistema político-econômico que o sustent

Similar works

Full text

thumbnail-image

Universidade Federal do Paraná

Provided a free PDF
oai:dspace.c3sl.ufpr.br:1884/37784Last time updated on 2/9/2018View original full text link

This paper was published in Universidade Federal do Paraná.

Having an issue?

Is data on this page outdated, violates copyrights or anything else? Report the problem now and we will take corresponding actions after reviewing your request.

We use cookies to improve our website.

Learn more