Article thumbnail

Florística e fitossociologia de um trecho de floresta ripária em dois compartimentos ambientais do Rio Iguaçu, Paraná, Brasil

By Andre Luis Pasdiora

Abstract

Florestas ripárias são formações encontradas nas ribanceiras, superficies de inundação e áreas adjacentes de rios, córregos, lagos ou represas, ou seja, toda a formação florestal que acompanha os veios ou cursos d'água. Propôs-se neste trabalho caracterizar qualiquantitativamente um trecho de floresta ripária às margens do rio Iguaçu, verificando possíveis variações estruturais e floristicas. A área de estudo localiza-se no distrito de General Lúcio, distante aproximadamente 20 km do município de AraucárialPR. Para o estudo deste ambiente, após a determinação das classes de solos, foram estabelecidos dois compartimentos, sendo um sobre GLEISSOLO HÁPLICO e o outro sobre NEOSSOLO FLUVICO. A profündidade média do lençol freático foi determinada através da instalação de 8 piezômetros aferidos por sete meses. Para a análise da estrutura fitossociológica da área foi empregado o método de parcelas múltiplas com o critério de inclusão de no mínimo 3 cm de DAP. Com 10 parcelas (1 OmXl Om) sobre cada compartimento. Os dados fitossociológicos foram processados no programa FITOPAC. A flutuação do lençol freático diferiu significativamente entre os compartimentos. O lençol freático é mais superficial no compartimento sobre GLEISSOLO HAPLTCO e mais profbndo no compartimento sobre NEOSSOLO FLUVICO. Quanto à composição florística foram encontradas 39 espécies e, destas, apenas 6 estiveram presentes em ambos os compartimentos. Sebastiania commersoniana obteve os maiores valores de importância, densidade e dominância em ambos os compartimentos, sendo esses no mínimo duas vezes maiores que os obtidos pelas segundas colocadas. No compartimento sobre GLEISSOLO HAPLICO Myrciaria tenelia foi a segunda espécie mais importante, e para o compartimento sobre NEOSSOLO FLUVICO Araucaria angustblia que, devido a maior profundidade do lençol freático e ao caráter não hidromórfico do solo, ficou restrita a esse compartimento. Os vários levantamentos efetuados em ambientes ripários demonstram a grande heterogeneidade apresentada pelos ambientes ripários, evidenciado, dessa forma, a necessidade de se compartimentalizar esses ambientes com base em parâmetros geopedológicos, ocasionando um entendimento mais detalhado da estrutura e composição dessa comunidade vegetal

Topics: Cominidades vegetais - Iguaçu, Rio (PR e Argentina), Mata ciliar - Iguaçu, Rio (PR e Argentina), Teses
Year: 2013
OAI identifier: oai:dspace.c3sl.ufpr.br:1884/26641

Suggested articles


To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.