Article thumbnail

A LINGUAGEM NO AUTISMO

By MARINA MARTINS BIALER

Abstract

O presente artigo ancora-se no estudo dos escritos autobiográficos da autista Lucy Blackman com o objetivo de elucidar a aquisição e o desenvolvimento da sua linguagem. A partir dessa análise, realçamos a distinção que a escritora realiza entre sua linguagem oral e sua linguagem escrita, descritas como uma forma de bilinguismo. Privilegiamos uma leitura psicanalítica lacaniana acerca da linguagem, enfocando a aquisição da linguagem como um processo de subjetivação, em torno do qual procuramos delimitar as especificidades desta no autismo. A opção de utilização do material autobiográfico como substrato da pesquisa, embora pouco usual no campo dos estudos em psicologia no tema do autismo, viabilizou uma quantidade significativa de dados clínicos ao abarcar 40 anos da vida de Lucy, articulando autores no interior da psicanálise que se dedicaram a pensar o autismo com os relatos autobiográficos, o que nos permitiu cumprir o objetivo proposto de aprofundar o conhecimento científico acerca do autismo

Topics: Autismo, linguagem, autobiografia., Psychology, BF1-990
Publisher: Universidade Estadual de Maringá
Year: 2017
DOI identifier: 10.4025/psicolestud.v22i4.35404
OAI identifier: oai:doaj.org/article:86f194383eee4e449451ab87b527c057
Journal:
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • https://doaj.org/toc/1807-0329 (external link)
  • https://doaj.org/toc/1413-7372 (external link)
  • http://periodicos.uem.br/ojs/i... (external link)
  • https://doaj.org/article/86f19... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.