Article thumbnail

Entre a civilização e a selvajaria : os estereótipos do nativo americano e o selvagem de Brave New World de Aldous Huxley

By Maria Raquel de Gouveia Durão Pina Rebelo

Abstract

A presente dissertação apresenta, num primeiro momento, um estudo dos estereótipos do Ameríndio - nomeadamente o Bom-Selvagem e o canibal feroz e amoral -, formados pela mente branca europeia e americana numa atitude de contraponto entre culturas. Este estudo, baseado em textos representativos de várias épocas, serve de base à deconstrucção satírica que aldous Huxley faz desses estereótipos e à subversão das categorias discursivas oposicionais nas quais eles assentam e que levaram à distinção entre a selvajaria e um mundo dito civilizado. Através da personagem John, the Savage na obra em estudo, o autor irá relativizar os conceitos de primitivismo e progressivismo, bem como as idealizações e posições extremistas quanto à américa e seus nativos

Topics: Literatura norte-americana, Cultura americana
Publisher: Porto : [Edição do Autor]
Year: 1999
OAI identifier: oai:repositorio-aberto.up.pt:10216/14514
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • http://aleph.letras.up.pt/F?fu... (external link)
  • http://aleph.letras.up.pt/F?fu... (external link)
  • http://hdl.handle.net/10216/14... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.