Article thumbnail

Estudo paleoambiental e estratigráfico dos sedimentos barreiras e Pós-Barreiras na Região Bragantina, Nordeste do Pará.

By Dilce de Fátima Rossetti, Werner Truckenbrodt and Ana Maria Góes

Abstract

O Cenozóico da Região Bragantina, nordeste do estado do Pará, acha-se representado por uma seqüência carbonática miocenica (Formação Pirabas), a qual é recoberta por sedimentos Barreiras e pós-Barreiras, correspon­dentes a depósitos terrigenos continentais terciários e quaternários. Tais depósi­tos continentais são constituídos por conglomerados polimíticos, em geral sem estruturação (em) e com intercalações de sedimentos arenosos e argilosos. Comumente os argilitos apresentam laminações plano-paralelas (AI) ou são totalmente maciços (Am), enquanto que as frações arenosas englobam uma grande diversidadefaciológica: arenitos sem estruturação aparente (Sm), areni­tos com estratificação cruzada acanalada (Sa), arenitos com estratificação cruzada tabular (St), arenitos com estruturas laminadas cavalgantes (Se), arenitos argilosos com estruturas wavy e linsen (Sw), arenitos grossos a conglomeráticos (SG), arenitos com estratificação ou laminação sigmoidal (Ss), conglomerados com seixos de argila (CA) e arenitos argilosos geralmente maciços (AA). Estas fácies, com exceção da M, pertencem aos sedimentos Barreiras e indicam processos Jisicos sugestivos de que inundações rápidas, provenientes de regiões mais elevadas, teriam atravessado leques aluviais e se espraiado como fluxos em lençóis (sheet-flow) e/ou como canalizações rasas. Estas teriam atingido as partes mais deprimidas do sistema, havendo intensa deposição de argila. A diminuição na inclinação fez com que houvesse rápida desaceleração do fluxo, como evidenciado pelo predomínio de estruturas geradas em regime de fluxo inferior. Acredita-se que parte da deposição poderia ter-se processado próximo à costa, com possíveis influências de marés. Os sedimentos areno-argilosos (AA) que se acham sobrepostos aos ante­riores e separados pordiscordância, mostram evidências de deposição por processos dissipativos de uma topografia de dunas eólicas, podendo ter parcial participação de processos gravitacionais. Estes sedimentos são, pelo menos em parte, de idade holocênica e devem ser, definitivamente, destacados dos sedimentos Barreiras

Topics: Região Bragantina, Barreiras, Pós-Barreiras, Estratigrafia, Paleoambiente, Stratigraphy, Paleoenvironment
Publisher: Museu Paraense Emilio Goeldi
Year: 1989
OAI identifier: oai:agregador.ibict.br.RI_MPEG:oai:repositorio.museu-goeldi.br:mgoeldi/623
Journal:
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • http://repositorio.museu-goeld... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.