Article thumbnail

O RESGATE DA CENTRALIDADE CRISTOLÓGICA NO CULTO: UMA ANÁLISE TEOLÓGICO-PRÁTICA DAS IGREJAS BATISTAS LITORÂNEAS FLUMINENSES

By ELILDES JUNIO MACHARETE FONSECA

Abstract

As igrejas batistas possuem características singulares, como o princípio da autonomia da igreja local. Cada congregação é uma unidade autônoma, ligada às demais pelo vínculo denominacional, através da Convenção Batista Brasileira, Convenções estaduais e Associações regionais. A autonomia da igreja local favorece a diversidade cúltica, pois cada igreja é livre para adotar o seu estilo. Embora seja um belo e essencial princípio batista, a autonomia favorece a pluralidade litúrgica, muitas vezes com a daninha influência de elementos que comprometem a centralidade cristológica no culto, como a liturgia neopentecostal, as literaturas de mercado e a ausência de reflexão teológica. O conhecimento da Teologia do Culto Cristão, mesmo em tradições diferentes, que até mesmo antecederam à tradição batista, é um caminho necessário para o resgate da centralidade cristológica no culto. Esse resgate das riquezas da tradição cúltica em diálogo com as igrejas batistas permitirá uma leitura justa e coerente da denominação batista, oferecendo respostas para os possíveis problemas de esvaziamento da centralidade cristológica no culto. Uma vez que o universo batista brasileiro, ou até mesmo fluminense, é muito amplo, para fins de análise da realidade litúrgica das igrejas batistas, com dados advindos de momento empírico na pesquisa, fez-se um corte geográfico na região litorânea fluminense, focando a pesquisa exclusivamente com as igrejas vinculadas à Associação Batista Litorânea Fluminense. A pesquisa, que alcançou membros de aproximadamente 90 por cento das referidas igrejas, além de pastores e seminaristas (estudantes de Teologia), revelou realidades que confirmam a necessidade da proposta de resgate da centralidade cristológica no culto, sendo fonte de pesquisa e reflexão para as igrejas batistas. Embora as igrejas batistas não adotem nenhum calendário ou manual litúrgico, mesmo diante do princípio de autonomia de cada congregação local, há uma fé batista , há uma tradição que perdura gerações. Seria um prejuízo às igrejas batistas e seus cultos virarem as costas ao assunto. O objetivo não é uniformizar o culto batista, até mesmo porque isso feriria frontalmente o jeito batista de ser . Pelo contrário, o objetivo é oferecer respostas, é dar subsídio para uma reflexão teológica consistente, capaz de fomentar valores imprescindíveis para o culto verdadeiramente cristológico e expurgar influências negativas.Baptist churches hold unique characteristics, like the autonomy principle of local churches. Every single congregation is an autonomous unit, bound to the other ones by the denominational tie, through Brazilian Baptist Convention, state Conventions and regional Associations. The local church autonomy benefits the service diversity since each church is free to adopt its own style. Although it may be a beautiful and essencial Baptist principle, the autonomy favors liturgical plurality, often with harmful influence elements that puts into risk the christological centricity at services, like the neopentecostal liturgy, the gospel literatures available on the market and the lack of theological reflection. The knowledge of the Christian service theology, even in different traditions, including those ones that preceded the Baptist tradition, is a necessary way to rescue the christological centricity at services. This rescue of the service tradition wealth together with the Baptist churches will allow a fair and coherent reading of the Baptist denomination, offering aswers to the possibles problems of the emptying in the service christological centricity. Once the Brazilian Baptist universe, or even the Rio de Janeiro one, is very wide, with the purpose of analysing the liturgical reality of Baptist churches, with data resulted from an empirical moment in the research, it was made a geographical cut in the coastal region of Rio de Janeiro, focusing exclusively on the churches linked to the Baptist Association of Rio de Janeiro coastal cities. The research, that reached members of nearly 90 percent of those churches, besides pastors and seminarists (Theology students), revealed realities that confirm the necessity of the proposed rescue of the service christological centricity, becoming source of research and reflection to Baptist churches. Although Baptist churches do not adopt any calendar or liturgical manual, even in the face of the autonomy principle of each local congregation, there is a Baptist faith , there is a tradition that lasts generations. It would be a loss to Baptist churches and their services to ignore the matter. The objective is not to uniform the Baptist service, even because this would completely harm the way of being Baptist. On the contrary, the objective is to offer answers, to give support to a solid theological reflection, capable of fomenting essencial values to a true christological service and expurgate negative influences

Topics: LITURGIA, LITURGY, IGREJA BATISTA, BAPTIST CHURCH, CULTO, CULT, CENTRALIDADE CRISTOLOGICA, CHRISTOLOGICAL CENTRICITY, SISTEMÁTICA - PASTORAL
Publisher: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO
Year: 2015
OAI identifier: oai:agregador.ibict.br.BDTD_PUC_RIO:oai:MAXWELL.puc-rio.br:25430
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • http://www.maxwell.vrac.puc-ri... (external link)
  • http://www.maxwell.vrac.puc-ri... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.