Article thumbnail

Polyphony in The city and the mountains : a semantic relationship

By Cecília Contani Baraldo

Abstract

Este trabalho estuda os recursos argumentativos e as potencialidades semântico-discursivas projetadas pela obra A cidade e as serras, de Eça de Queirós. A base teórica focaliza o discurso como fonte de significação e de persuasão. Construído em uma estrutura polifônica com dois protagonistas, o romance contém, na mescla de vozes articulada na interação entre ambos, uma marcante discussão sobre a vida com e sem desenvolvimento tecnológico, e sobre a felicidade no cotidiano do campo e na metrópole. A relação sentido/contrassentido é lançada para, em conjugação com os conceitos de polifonia discutidos por Mikhail Bakhtin em Problemas da poética de Dostoiévski e por Oswald Ducrot nos aportes da semântica argumentativa, funcionar no papel de recolher traços do discurso que não se anulem por simples oposição, mas que preservem a divergência que, por nunca ser total, ao mesmo tempo em que é contrastante, é também complementar. A inferência sobre o valor da argumentação é sustentada, em grande parte, pelo uso do discurso indireto, mecanismo que colabora na progressão da narrativa. As análises, assim apoiadas, permitem extrair a compreensão sobre os sentidos projetados na crítica de costumes, em que se destaca a dupla leitura das alternâncias positivo-negativo, empolgação-indiferença; afeto-rejeição e outras complementaridades que tornam inescapável, integrar-se com a voz que as veicula. As relações semânticas daí surgidas recriam contextos de fala que imergem o leitor e o convencem a acompanhar uma crítica solidamente fundamentada por um autor que se notabilizou pelo alto poder de seus textos de ensinar a respeito dos hábitos e dos costumes de uma época.In this study, we analyze the argumentative resources and the semantic and discursive potential found in Eça de Queirós’ The city and the mountains. The notion of speech is in focus as a source of meaning and persuasion. Organized in a polyphonic structure with two protagonists, the novel contains, in the mix of voices formed by their interaction, a sound discussion about life with and without technological development, and about happiness in daily living in country and in metropolis. The connection between meaning/countermeaning works in conjunction with the concepts of polyphony as discussed by Mikhail Bakhtin in Problems of Dostoevsky's poetics and by Oswald Ducrot in the field of argumentative semantics. This procedure elicits discourse evidence not cancelled by mere opposition, where disagreement and accord operate complementarily although contrasting. The inference about the value of argumentation supported largely by the use of the indirect speech is a mechanism that cooperates in the progression of the narrative. The analyses thus sustained allow grasping the meanings projected in the critique of customs, in which the double reading of the alternates’ positive-negative, excitement-indifference, affection-rejection and other complementarities that make it inescapable to integrate with the voice that conveys them. The semantic relations thus derived recreate speech contexts that immerse and convince the reader to follow a solidly grounded critique by an author that became remarkable for the high power of his texts to teach about habits and customs of a time

Topics: Ficção portuguesa - História e crítica, Contrassentido, Semântica argumentativa, Portuguese fiction, History and criticism
Publisher: Universidade Estadual de Londrina. Centro de Letras e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Estudos da Linguagem.
Year: 2015
OAI identifier: oai:agregador.ibict.br.BDTD_UEL:oai:uel.br:vtls000203267
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • http://www.bibliotecadigital.u... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.