Location of Repository

Ex vitro acclimatization of Cattleya forbesii and Laelia purpurata seedlings in a selection of substrates = Aclimatização ex-vitro de mudas de Cattleya forbesii e Laelia purpurata em diferentes substratos.

By Donato Seidel Júnior and Giorgini Augusto Venturieri

Abstract

Four substrates were compared (peat, no. 2 gravel only, mixture of no. 2 gravel and peat at a 3:1 ratio, and xaxim) for use in ex vitro growth of Cattleya forbesii and Laelia purpurata - Orquidacea. A substrate x species interaction was observed for the variables vigor and height, showing that each species has its own specificity for substrate. For C. forbesii, xaxim placed first in two of the four assessed parameters. Next came the gravel:peat substrates and peat in the second position for two parameters and in third place for two. In last place was gravel, which was in fourth place for all four parameters assessed. For L. purpurata, the substrates with the greatest number of parameters in first and second positions were gravel:peat and peat, both with two first positions, one second and one third. Next was xaxim, which had one second position, two third positions and one fourth. As thelast came gravel, which had one second position and three fourth positions. Xaxim was the best substrate for C. forbesii, but could be replaced, with a minor reduction in performance, by the no. 2 gravel:peat mixture. For L. purpurata, the best substrate was no. 2 gravel:peat mixture. The low effectiveness of the no. 2 gravel substrate when compared with no. 2gravel:peat provides evidence of the importance of organic matter for these orchids.<br><br>Quatro substratos (turfa, pedra brita nº 2, mistura de turfa: pedrabrita nº 2 na proporção 1:3 e xaxim) foram testados sobre o crescimento ex-vitro de Cattleya forbesii e Laelia purpurata – Orquidácea. Foi observada interação significativa entre substrato xespécie para as variáveis vigor e altura, demonstrando que cada espécie tem sua especificidade para o substrato. Para a C. forbesii, o xaxim obteve duas primeiras posições em todos os quatro parâmetros avaliados. Em seguida, vieram os substratos turfa:pedra brita nº 2 e a turfa com dois parâmetros ocupando a segunda posição e dois, a terceira. Por último a pedra brita nº 2, que nos quatro parâmetros avaliados, ocupou sempre o último lugar. Para a L. purpurata os substratos com maior número de parâmetros nas primeira e segundaposições foram a turfa:pedra brita nº 2 e a turfa, ambos ocupando duas posições em primeiro lugar, uma em segundo e uma em terceiro. Em seguida, teve-se o xaxim, que ocupou uma posição em segundo lugar, dois em terceiro e um em quarto. Por último, tevese a pedra brita nº 2, que ocupou uma posição em segundo lugar e três em quarto. Xaxim foio melhor substrato para C. forbesii, mas que poderá ser substituído, com pequena desvantagem, pela mistura turfa:pedra brita nº 2. Para a L. purpurata, o melhor substrato foi a mistura turfa:pedra brita nº 2. Para L. purpurata, o melhor substrato foi a mistura turfa: pedra brita nº 2. A baixa eficiência do substrato de pedra brita nº 2 quando comparado com a turfa:pedra brita nº 2 evidencia a importância da matéria orgânica para estas orquídeas

Topics: ex vitro, damping-off, alternative substrates, podridão de mudas, substratos alternativos, Agriculture (General), S1-972, Agriculture, S, DOAJ:Agriculture (General), DOAJ:Agriculture and Food Sciences
Publisher: Eduem (Editora da Universidade Estadual de Maringá)
Year: 2011
OAI identifier: oai:doaj.org/article:8aca867785c24a3283e64a57a0e7b478
Journal:
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • https://doaj.org/toc/1807-8621 (external link)
  • https://doaj.org/toc/1679-9275 (external link)
  • http://periodicos.uem.br/ojs/i... (external link)
  • https://doaj.org/article/8aca8... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.