Location of Repository

Agrupando amostras que diferem alometricamente em tamanho

By William D. Ross

Abstract

Um introdução ilustrada à teoria dimensional é utilizada para enfocar a questão do agrupamento de amostras que diferem alometricamente em tamanho. Nenhuma das idéias foram originadas pelo autor. Na realidade, os princípios são bem conhecidos. Os proponentes do índice de massa corporal que utilizam uma escala comum para indivíduos entre 20 e 65 anos de idade os ignoram escandalosamente. O erro ao agrupar amostras é demonstrado utilizando-se regressões log-log do peso em relação ao preditor altura para homens, mulheres e amostras combinadas de homens e mulheres em incrementos de 5 anos de 20 a 65 anos de idade. Este artigo serve como um convite para examinar a premissa da constância biológica ilustrada pelo tão conhecido índice de massa corporal, que nunca foi verdadeiro e, agora na era do microcomputador, é desnecesário

Topics: Alometria, IMC, Erro conceitual, Altura, Peso, Meredith, Quetelet, Razões, Tanner, Amostras transversais, Homens, Mulheres, Sports medicine, RC1200-1245, Special situations and conditions, RC952-1245, Internal medicine, RC31-1245, Medicine, R
Publisher: Sociedade Brasileira de Medicina do Esporte
Year: 1997
DOI identifier: 10.1590/S1517-86921997000400002
OAI identifier: oai:doaj.org/article:8faedbc674024b139949ed2bfc6f25bc
Journal:
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • https://doaj.org/toc/1806-9940 (external link)
  • http://www.scielo.br/scielo.ph... (external link)
  • https://doaj.org/article/8faed... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.