Location of Repository

Ativismo e deficiência: um estudo sobre os repertórios que dão sentido à vida independente

By Mariana Prioli Cordeiro

Abstract

Neste trabalho, buscou-se identificar os repertórios usados por ativistas do Movimento de Vida Independente para dar sentido à noção de vida independente. Para isso, foram analisados documentos de domínio público produzidos por esses ativistas, tais como livros, sítios de internet, livretos, material publicitário, jornais institucionais, etc., bem como foram realizados grupos focais com alguns de seus membros. Essa análise permitiu constatar que os principais repertórios usados para dar sentido a essa noção são: independência, autonomia, empoderamento, autodeterminação, participação e igualdade de oportunidade. Permitiu, também, concluir que vida independente é entendida como práxis, ou seja, não há filosofia sem a prática de vida independente e vice-versa. O uso desses repertórios indica que os ativistas buscam ser reconhecidos como atores sociais, participar ativamente da sociedade e assumir o controle de suas vida

Topics: Movimento de Vida Independente, repertórios interpretativos, vida independente., Psychology, BF1-990, Philosophy. Psychology. Religion, B, DOAJ:Psychology, DOAJ:Social Sciences
Publisher: Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais
Year: 2009
OAI identifier: oai:doaj.org/article:1b8880cc031047359859f9e59cfe2ade
Journal:
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • https://doaj.org/toc/1678-9563 (external link)
  • https://doaj.org/toc/1677-1168 (external link)
  • http://periodicos.pucminas.br/... (external link)
  • https://doaj.org/article/1b888... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.