Skip to main content
Article thumbnail
Location of Repository

Memórias de Sefarad: o marrano como performance identitária na contemporaneidade

By Vívien Gonzaga e Silva

Abstract

A partir da leitura de poemas que compõem o livro Memórias de Sefarad, de Leonor Scliar-Cabral, no qual se evidenciam vários traços da tradição sefardita, pretende-se abordar o fenômeno do “marranismo”. No século 15, ao mesmo tempo em que se instituía a designação de “cristão-novo” para o judeu convertido por ordem dos reis de Espanha, o rótulo “marrano” ‒ implicando aquele que simulava a conversão ao catolicismo enquanto mantinha a prática clandestina da fé judaica ‒ parece infiltrar-se no imaginário lentamente construído em torno do judeu de origem ibérica. Assim, o que poderia ficar circunscrito a um episódio da história do povo judeu, parece migrar no tempo e no espaço, acompanhando-o na diáspora, da sombra dos tribunais da Inquisição até os nossos dias. Acredita-se que a literatura pode constituir um espaço de problematização do marranismo como performance identitária, à medida que, no espaço da linguagem, como se verá na poesia de Scliar-Cabral, permite estabelecer um diálogo entre presente e passado como estratégia de resistência

Topics: Judaism, BM1-990, Philosophy. Psychology. Religion, B
Publisher: Universidade Federal de Minas Gerais
Year: 2011
OAI identifier: oai:doaj.org/article:1dc8b62fa4fa407db76faa0769a45bc0
Journal:
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • https://doaj.org/toc/1982-3053 (external link)
  • http://www.periodicos.letras.u... (external link)
  • https://doaj.org/article/1dc8b... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.