Location of Repository

Estimativa do potencial de rendimento por estrato do dossel da soja, em diferentes arranjos de plantas

By Rambo Lisandro, Costa José Antonio, Pires João Leonardo Fernandes, Parcianello Geovano and Ferreira Felipe Gutheil

Abstract

O potencial de rendimento da soja pode ser modificado pelo arranjo de plantas. Esta alteração pode resultar da contribuição diferenciada dos estratos do dossel para a determinação do potencial. O experimento foi conduzido na Estação Experimental Agronômica da UFRGS, em Eldorado do Sul, RS, na estação de crescimento 2000/01, objetivando avaliar o potencial de rendimento em três estratos do dossel da soja em função da modificação do arranjo de plantas, em dois regimes hídricos. Utilizou-se a cultivar ‘BRS 137’, em semeadura direta. Os tratamentos constaram de níveis de irrigação (irrigado e não irrigado); espaçamentos entre linhas (20 e 40cm), e populações de plantas (20, 30 e 40 plantas m-2). Estimou-se o potencial de rendimento no início do enchimento de grãos (R5), admitindo-se que todas as flores se transformassem em legumes e que todos os legumes presentes neste estádio atingissem a maturação, formando grãos e contribuindo para o rendimento. O dossel foi divido em três estratos, por dois planos paralelos ao solo, determinando-se o potencial de rendimento e o rendimento de grãos nas três seções do dossel. O tratamento irrigado apresentou maior potencial de rendimento da planta inteira em R5 (14976kg ha-1) e rendimento de grãos em R8 (maturação) que o não irrigado (12148kg ha-1), similar ao que ocorreu em todos os estratos do dossel. O arranjo de plantas com 20 cm, independente da população, apresentou, em média, maior potencial de rendimento em R5 (14970kg ha-1) em relação ao arranjo com 40cm (12154kg ha-1), o que também foi verificado no estrato médio do dossel. Na maturação, o arranjo com espaçamento de 20cm, em combinação com a população de 20 plantas m-2, mostrou-se superior a 40cm (6442kg ha-1 comparado com 4396kg ha-1), pelo maior rendimento nos estratos médio e inferior. Houve diminuição linear do potencial de rendimento em R5 com o aumento da população de plantas, dentro do espaçamento de 20cm, explicado pelo comportamento similar nos estratos do dossel, obtendo-se a mesma resposta no rendimento em R8. Os estratos do dossel da soja contribuem diferentemente para o potencial de rendimento com a modificação do arranjo de plantas, decorrente da alteração do número de estruturas reprodutivas em R5 e componentes do rendimento em R8

Topics: Glycine max (L.) Merrill, espaçamento entre linhas, estruturas reprodutivas, população de plantas, Animal culture, SF1-1100, Agriculture, S, DOAJ:Animal Sciences, DOAJ:Agriculture and Food Sciences, Agriculture (General), S1-972
Publisher: Universidade Federal de Santa Maria
Year: 2004
OAI identifier: oai:doaj.org/article:3b058e263caa43e1836fe53351892dac
Journal:
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • https://doaj.org/toc/1678-4596 (external link)
  • https://doaj.org/toc/0103-8478 (external link)
  • http://www.scielo.br/scielo.ph... (external link)
  • https://doaj.org/article/3b058... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.